27/06/09

NAVIO-ESCOLA "VEGA"

(ACTUALIZADO)
RECORDANDO O "VEGA"


Navio-Escola "VEGA"

TIPO DE NAVIO:
Yawl

DESLOCAMENTO:
40 toneladas

DIMENSÕES:
19,8 x 4,3 x 2,5 metros

PROPULSÃO:
Eólica - 200 m²
1 motor a diesel YANMAR 127cv
1 hélice

VELOCIDADE MÁXIMA:
Eólica - 9 nós (17 km)

GUARNIÇÃO:
Oficiais: 2 (Sob o comando de um oficial superior)
Sargentos: 1
Praças: 2
Cadetes: 10
Total: 15

RADAR:
Navegação - FURUNO FR 160, banda I

COMUNICAÇÕES:
- Radiogoniómetros TAYO VHF / HF / MF;
- 1 ETO (Emissor Transmissor de Ordens)

EQUIPAMENTO:
- 2 Balsas salva-vidas;
- Sistema GPS;
- Receptor DGPS;
- Agulha magnética;
- Agulha giroscópica;
- Ómega diferencial;
- Barógrafo;
- Barómetro;
- 1 Bote pneumático ZEBRO III;
- Receptor meteorológico FAC-SIMILE - NAGRAFAX;
- Sistema de Carta Electrónica ECDIS;
- Odómetro electromagnético;
- Sistema de recepção de Avisos à Navegação NAVTEX;
- Girobússola;
- Anemómetro

DESIGNAÇÃO NATO:
AXL

INDICATIVO DE CHAMADA INTERNACIONAL:
ESCOLAVEGA

INDICATIVO RADIOTELEGRÁFICO:
CTEH


NÚMERO DE AMURA:
A5201

BASE DE APOIO:
Base Naval de Lisboa

NOME:
N.R.P. Vega

ANO DE CONSTRUÇÃO:
1949 / 1976

NOTAS:
• Foi desenhado pelo arquitecto naval "John G. Alden" e construído por "Henry Hinckle" no Maine - EUA, em 1949, adquirido em 1964 pelo industrial José Manuel de Mello, em Fevereiro de 1973 ofereceu o navio ao CNOCA - Clube Náutico de Cadetes da Armada, passando ao efectivo dos navios da Marinha de Guerra Portuguesa em Maio de 1976.
• É utilizado na formação marinheira e na prática de navegação dos cadetes da Escola Naval, efectuando viagens de instrução, embarques de fins-de-semana e regatas em Portugal e no estrangeiro.
• Em Junho de 1976, realizou uma viagem aos EUA para representar a Armada Portuguesa nas comemorações do seu Bicentenário, acompanhada pela "Sagres" e a Força Naval UO.21.2.1 comandada por um CMG, constituído pelas Corvetas: "Afonso de Cerqueira" e "Honório Barreto", participando na "Internacional Naval Review" e na Parada Naval no Rio Hudson.
• De destacar a Regata do Jubileu da Rainha de Inglaterra em 1977; Regata Falmouth - Lisboa - Southampton em 1982; Regata do Troféu Infante entre Lisboa - Horta - Lisboa em 1983; Regata Internacional Canárias - Madeira entre Lanzarote e o Funchal em 2003.
• O navio conta ainda com mais de uma dezena de regatas às Ilhas Canárias e com inúmeras regatas em Portugal Continental.
• Em Junho de 2006, participou no desfile naval no Tejo da comemoração dos 150 anos da Associação Naval de Lisboa, acompanhado do Navio-Escola "Sagres", do "Creoula" e mais de 300 embarcações.
• Em Agosto de 2006, participou na Regata "XXII Edição do Trofeu Almirante Conde de Barcelona", obtendo o 4º lugar na sua classe de navios, e recebeu a honrosa condecoração de «Navio mais Elegante», na presença do Rei de Espanha.
• A 21 de Julho de 2008, passou ao estado de desarmamento e abate ao efectivo, futuramente será convertido e preservado face ao seu grande valor museológico, sendo substituído pelo veleiro "Blaus VII" que se encontra à guarda da Marinha Portuguesa e foi capturado em Fevereiro de 2006, a 100 milhas da Ilha da Madeira pelo DAE na «Operação AGRAFE» de combate ao narcotráfico, em cooperação com a Polícia Judiciária.



O "Blaus VII" sob custodia da Polícia Marítima no Porto do Funchal


O "Blaus VII" a navegar com cadetes da Escola Naval a par da "Sagres" no dia da Cerimónia do Cinquentenário do Cristo Rei

3 comentários:

  1. O Vega já está no Museu da Marinha?

    E o Blaus vai ser pintado de branco?

    ResponderEliminar
  2. Que história. O Blaus é mesmo feio. Espero que ao menos lhe tirem aquela pilot-house que é horrível. O vega é muito mais bonito e parece muito mais marinheiro, para além de ter sido desenhado por um grande Arquitecto Naval.
    Devia sofrer uma reparação profunda e voltar ao serviço. Não se põe essa hipótese?

    ResponderEliminar
  3. o Blaus VII deveria ser propriedade da RAM com os fins de escola de jovens marinheiros ou recuperação dos sem integração familiar.o Ministério da defesa tem recursos.Por outra razão é fruto de uma apreensão nos mares da Madeira...

    ResponderEliminar

Grato pelo seu comentário, prontamente estará visível!